• Sem respostas da justiça após um ano, população de Barra da Estiva vai às ruas em forma de protesto pela morte de Rhanna

    Foto: Blog Chapada

    Morta em junho de 2018 a golpes de faca, além de ter sido estuprada e ainda ter parte do corpo queimado, familiares de Rhanna, na época com 15 anos, ainda não tiveram uma resposta da justiça quanto a autoria e punição do (s) autor (es). Por este motivo a população de Barra da Estiva se mobilizou e, em forma de protesto, foi às ruas clamando por justiça.

    Sem respostas da justiça após um ano, população de Barra da Estiva vai às ruas em forma de protesto pela morte de Rhanna

    Estudantes e demais segmentos da sociedade barraestivenses percorreram as principais ruas da cidade, com cartazes e gritos de protestos. Após uma parada em frente a delegacia, a caminhada foi finalizada em frente ao fórum da cidade.
    Em contato com a nossa reportagem, o delegado responsável pelo caso, Dr. Joildo dos Humildes, disse que:"As investigações estão dependendo de laudos do DPT. Há alguns suspeitos que se recusaram a coletar o material genético para exame comparativo de DNA, como a lei não obriga a ninguém constituir prova contra si mesmo, estamos tendo essa dificuldade", disse o delegado. Veja abaixo o vídeo do protesto realizado pelo site Informe Barra.

    Barra da Estiva
    Chapada Diamantina

MAIS NOTÍCIAS