• PRF apreende carga irregular de carvão vegetal na cidade de Seabra

    Foto: Divulgação | PRF

    Na manhã de ontem, quinta feira (10), o Grupo de Policiamento Tático (GPT) da Polícia Rodoviária Federal realizava fiscalização no Km 408 da BR 242, em Seabra, na região da Chapada Diamantina, quando abordou o veículo de carga Mercedes Benz, conduzido por um homem de 39 anos, transportando sacas de carvão vegetal.

    Após consultas, verificou-se que a carga composta por 860 sacos de carvão, em tamanho uniforme, e custando no mercado cerca de R$ 43.000,00 (quarenta e três mil reais), estava sem os documentos de porte obrigatório fiscal e florestal, sendo transportada de forma irregular.

    O condutor do veículo afirmou para os agentes federais que tinha conhecimento da ilegalidade do transporte de carvão sem a devida documentação e que trabalha para o proprietário do veiculo há 2 anos.

    Diante das informações obtidas, foram constatados os delitos de transporte de mercadoria nacional sem nota fiscal e de transportar, adquirir, vender, madeira, lenha, carvão sem licença válida.

    Os veículos e a carga foram conduzidos para a Polícia Civil de Seabra para os procedimentos legais cabíveis.

  • Mulher é presa por tráfico de drogas pela Cipe Chapada em Ruy Barbosa

    Foto: Divulgação | SSP

    Cíntia Sena dos Santos, 20 anos, foi presa por uma equipe da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe/Chapada), na tarde desta quarta-feira (9), em sua residência, no bairro Dom Matias, em Ruy Barbosa, a 321 quilômetros da capital, de posse de 13 trouxas de maconha, seis pinos de cocaína, além de R$ 20.

    No momento, estava em companhia de seu parceiro, Matheus Bispo Almeida, 22 anos, que conseguiu fugir. Esta ação foi provocada por denúncias de moradores da comunidade, que alertaram a unidade policial, através do disque-denúncia da companhia, para o fato de o casal traficar drogas na Vila da Dignidade.

    A guarnição iniciou a patrulha pela área, quando avistou Matheus. Este, percebendo a presença dos policiais militares, entrou em casa e desapareceu por um matagal. Cíntia também tentou fugir, mas acabou presa. No quarto do casal, foram encontradas drogas (13 trouxas de maconha e seis pinos de cocaína) e R$ 20.

    “Já sabíamos que a dupla traficava naquele bairro e estávamos em seu encalço há algum tempo”, afirmou o comandante da Cipe/Chapada, major Ricardo Passos Conceição, lembrando que “buscas estão sendo feitas, inclusive na zona rual, para capturar Matheus”. Embora primária, Cíntia foi autuada em flagrante, na Delegacia Territorial de Ruy Barbosa, em razão de as drogas terem sido apreendidas em seu poder.

    CONTINUE LENDO
  • Município de Abaíra na Chapada Diamantina completa cinco anos sem homicídio

    Foto: Divulgação

    Localizado na região da Chapada Diamantina, o município de Abaíra, também conhecido como a cidade da cachaça, completou cinco anos sem registros de homicídio. A última ocorrência deste tipo de crime foi computada no dia 4 de janeiro de 2014.

    Em parceria com a 13ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Seabra), a 29ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) desenvolve atividades que visam a prevenção e redução de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs).

    As rondas e abordagens em áreas rurais e urbanas são consideradas pelas polícias umas das principais ações que evitam delitos contra a vida. Desta forma, bares, pessoas e veículos são constantemente alvos de revistas preventivas.

    "Isso é resultado do trabalho integrado das unidades de defesa social que de foma unida buscam fortalecer as diversas atividades policiais que temos na região. Abaíra, além de ser produtora e fornecedora de aguardente é também uma cidade que atrai inúmeros turistas para o Festival da Cachaça', que acontece a cada dois anos", pontuou o comandante de Policiamento da Região Integrada de Segurança Pública (Risp) Chapada, coronel PM Valter Araújo.

    O diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), delegado Flávio Góis, salientou ainda o trabalho de inteligência como outro fator preponderante na ausência de crimes contra a vida. “Conseguimos nos antecipar a alguns fatos e impedi-los. Agradecemos também à população que colabora com o trabalho das forças de segurança”, completou.

    CONTINUE LENDO
  • PGR pede condenação de Geddel Vieira Lima a 80 anos de prisão

    Foto: Reprodução

    A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu hoje (9) a condenação do ex-ministro e ex-deputado Geddel Vieira Lima a 80 anos de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa.

    Ela também pediu a condenação do deputado Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) a 48 anos e seis meses de prisão, pelos mesmos crimes.  Ele é irmão de Geddel e não conseguiu se reeleger nas últimas eleições.

    O pedido foi enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) nas alegações finais da ação penal relacionada aos R$ 51 milhões em espécie encontrados no apartamento de um amigo de Geddel em Salvador. Ele foi preso preventivamente em 8 setembro do ano passado, três dias após o dinheiro ser encontrado, e encontra-se hoje na penitenciária da Papuda, no Distrito Federal.

    A PGR pediu que seja mantida a prisão preventiva de Geddel até o julgamento do caso. A defesa solicitou a soltura dele por já estar encerrada a fase de instrução processual, razão pela qual ele não mais representaria ameaça às investigações, segundo os advogados.

    Para Raquel Dodge, Geddel “já deu mostras suficientes do que, em liberdade, é capaz de fazer para colocar em risco a ordem pública e vulnerar a aplicação da lei”, razão pela qual deve continuar preso. Ela citou também o risco de fuga.

    A matriarca da família, Marluce Vieira Lima, também era ré na mesma ação penal, mas em novembro o relator do processo, ministro Edson Fachin, desmembrou a parte relativa a ela no caso, que deverá agora ser julgado pela 10a Vara Federal da Bahia.

    As alegações finais são um dos últimos passos antes do julgamento, que deve ocorrer na Segunda Turma do STF, embora ainda não haja data marcada.

    No documento de 85 páginas, a PGR pede também a condenação do empresário Luiz Fernando Machado a 26 anos de prisão. Ele seria cúmplice dos irmãos Vieira Lima na lavagem de R$ 12,7 milhões, entre os anos de 2011 e 2016, por meio de sete contratos relativos a empreendimentos imobiliários. 

    CONTINUE LENDO
  • Lula se compara a Tiradentes em alegações finais no processo do sítio de Atibaia

    O ex-presidente Lula voltou a se comparar a Tiradentes, líder da Inconfidência Mineira, que ele já havia classificado em outra ocasião como “primeiro herói nacional”.
    Desta vez o ex-líder do Partido dos Trabalhadores (PT) usou as alegações finais do processo referente ao sítio de Atibaia, no interior de São Paulo, para voltar a se comparar ao histórico personagem mineiro.

     

    Lula se compara a Tiradentes em alegações finais no processo do sítio de Atibaia

    ”Eu sei como é que vou passar pra história. Eu não sei como eles vão passar. Não sei se eles vão passar pra história como juízes ou como algozes. Não sei. O herói não é o cara que enforcou Tiradentes. Foi o enforcado que virou herói. ”, disse Lula.
    Entretanto, o ex-presidente condenado esqueceu que em 2010 defendeu a alta de impostos como forma de garantir um ”Estado presente e forte”, em discurso feito no encerramento do Seminário de Alto Nível da Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal), em Brasília.

  • Petrobras reduz preço da gasolina em 1,38% nas refinarias

    Foto: Divulgação

    A Petrobras anunciou hoje (8) uma redução de 1,38% no preço da gasolina vendida em suas refinarias. O litro do combustível passará a ser comercializado a R$ 1,4337 a partir de amanhã (9), dois centavos a menos do que o preço praticado hoje (R$ 1,4537).
     
    Essa é a terceira queda consecutiva do preço do combustível, que começou o ano sendo vendido a R$ 1,5087 por litro. Desde o dia 1º, a gasolina acumula queda de 4,97% no preço nas refinarias da estatal.

    O preço do diesel foi mantido em R$ 1,8545, o mesmo valor desde 1º de janeiro.

  • Chuva de granizo assusta moradores de cidades da região sudoeste e Chapada Diamantina

    Foto: Reprodução

    Moradores de algumas cidades do Sudoeste da Bahia e da Chapada Diamantina ficaram assustados com uma chuva de granizo que atingiu algumas regiões na última sexta-feira (04). O Fenômeno que pôde ser acompanhado das cidades de Brejolândia no Oeste, Vitória da Conquista, Caculé e Livramento de Nossa Senhora no Sudoeste e de povoados de Rio de Contas na Chapada Diamantina costumam ser mais comum no verão, quando o hemisfério sul recebe maior incidência de raios solares e fica mais aquecido. O ar quente sobe e, quando se encontra com o ar frio da atmosfera, gera um contraste de temperaturas que acaba criando gotículas de gelo. Em diversos vídeos divulgados nas redes sociais é possível ver as pequenas pedras de gelo caindo.

  • Ibicoara: Polícia apreende munições, arma e muita droga em Cascavel

    Foto e fonte: Blog Chapada

    A Polícia Militar em rondas no Distrito de Cascavel, apreendeu uma grande quantidade de drogas, munições e uma arma (revólver), no Distrito de Cascavel, município de Ibicoara, na noite de ontem (04).
    De acordo com informações obtidas pelo site Blog Chapada, um casal em uma moto, ao avistarem a viatura, tentaram empreender fuga e cairam, momento em que os mesmo foram abordados e encontrado todo o material.
    Patric Lucas de Jesus, e Fernanda  Santos, foram conduzidos para a delegacia de Brumado, onde estão a disposição da justiça. CLIQUE AQUI, SIGA E CURTA - NOS, NO FACEBOOK.

  • Vinhos, queijos e embutidos movimentam economia rural da Chapada Diamantina

    De terra fértil e clima ameno, a Chapada Diamantina já muito conhecida pelo turismo, está se tornando também um polo de produtos sofisticados. Hoje, quem visita a região pode tomar bons vinhos locais, comer queijos variados, embutidos e defumados. São produtos que nascem no campo e movimentam a economia rural.

    Embutidos

    Silvano Leal é um dos produtores que apostam nesse novo mercado. Ele tem uma fazenda de 62 hectares em Morro do Chapéu, onde cria 350 cordeiros para engorda. Ao lado do filho, cuida de cada detalhe da propriedade, desde o milho que vai ser usado na ração até a escolha da genética dos animais.

    Todo os animais da fazenda já têm mercado certo. Um dos compradores é Benedito Maciel Aguiar, dono de uma fábrica de embutidos, a primeiro do gênero em toda a chapada.

    “Sempre foi meu sonho, mas para construir isso aqui eu tive que me desfazer de uma fazenda. Eu era produtor de café e também produtor de ovinos”, conta.

    A fábrica tem capacidade para 2 toneladas por dia, mas por enquanto processa 700 quilos. De lá saem pernil, paleta, carré, costela e t-bone de carneiro e as sobras das peças de carne vieram embutidos: linguiças bem temperadas com sal, ervas e toucinho. Já são 30 produtos no cardápio.

    Depois de tudo preparado e temperado, as peças das carnes, as linguiças e outros embutidos são levadas para o defumador, o lugar mais importante da produção, onde a temperatura varia entre 60 e 80 graus. O processo é todo artesanal.

    “É um processo que requer muito cuidado porque a temperatura tem que ser controlada, não usamos aditivos químicos. Essa característica a gente não pode perder, que é justamente o nosso diferencial”, diz Maurício Aguiar, engenheiro de produção, filho e braço direito de Maciel.

    Vinhos, queijos e embutidos movimentam economia rural da Chapada Diamantina

    Queijos finos
    O cardiologista Rogério Roney Rocha Martins é dono de uma fazenda perto de Morro do Chapéu e investe na produção de queijos finos.

    A fazenda tem montanhas de pedra e o clima propício para a criação de vacas leiteiras. A área utilizada para a produção de queijo ocupa 8 hectares, apenas 0,5% das terras que Roney herdou do avô. No resto ele não mexe, porque quer manter a paisagem.

    Para viabilizar a queijaria, o médico precisou vender a maior parte do rebanho. Errando e acertando, chegou ao equilíbrio que pretendia. Hoje trabalha apenas com duas raças: holandesa e Jersey.

    A escolha tem um motivo. “O leite deve ter alguns teores de gordura e proteína adequados para cada tipo de queijo. Então ou eu faço isso em laboratório, o que eleva o custo, ou tento fazer a campo. Aí faço o blend desse leite e consigo fazer todo tipo de queijo”, afirma.

    Com a mistura, ele diz que conseguiu aumentar o rendimento da produção em até 30%. Hoje, 7 litros de leite rendem, em média, 1 quilo de queijo. Além da seleção das raças, o cuidado com a alimentação dos animais é fundamental para a qualidade do produto final: o rebanho come capim nativo e outras variedades plantadas.

    “Cada um tem uma particularidade. A matéria verde é essencial principalmente no teor de gordura, que é o que vai dar a característica, mais sabor ao queijo”, explica o veterinário Flávio Souza.

    Cada vaca produz cerca de 20 litros de leite por dia, uma boa média, suficiente para abastecer a queijaria.

    Dentro da queijaria, o leite é pasteurizado em banho-maria. Depois de meia hora a 65 graus, não há risco de contaminação. O processo serve para matar as bactérias que o produto adquire durante a ordenha. Mas como é impossível fazer queijo sem bactéria, elas precisam ser repostas artificialmente.

    No caso da fazenda de Roney, que produz mais de 30 variedades de queijos finos, as bactérias vêm de longe. “São bactérias próprias para que o queijo desenvolva o sabor, o aroma, a coloração”, explica.

    O doutor segue receitas clássicas de queijos italianos, franceses e suíços, mas gosta também de criar o seu próprio, como um que é feito com rapadura.

    Para ele, o que confere sabor único a seus produtos é o chamado “terroir”. “É aquela combinação de temperatura, umidade, pressão atmosférica, até a água”, afirma.

    Clique aqui e veja a reportagem do Glogo Rural

    Vinhos, queijos e embutidos movimentam economia rural da Chapada Diamantina

    Vinhos
    As parreiras de uva também compõem o cenário da Chapada Diamantina. Na região da Serra do Sincorá, município de Mucugê, a fazenda Progresso, que cultiva café há 20 anos, está apostando também na produção de vinhos.

    “Eu costumo dizer que onde dá café, dá vinho. Porque as condições exigidas para um café de qualidade são as mesmas em termos climáticos que se exige também numa vinícola de qualidade”, diz Fabiano Borré, administrador da propriedade.

    O tipo de solo da região também contribui para a qualidade final do vinho. Por ser bem drenado, permite que as raízes, das plantas alcancem as camadas mais profundas.

    O projeto na fazenda começou em 2015 com 14 hectares, hoje já são 32. São 10 variedades de uvas plantadas, irrigadas por gotejamento.

    Do campo, as uvas seguem para a vinícola e são descarregadas em um tonel de alumínio que fica no teto do prédio. A fruta entra e já sai esmagada lá embaixo: o suco é armazenado em tanques de aço inox trazidos da Serra Gaúcha. Lá, o líquido fermenta, transformando os açúcares em álcool e vinho.

    Por enquanto, a produção anual é de 15 mil garrafas, mas a ideia é elevar para ao menos 400 mil garrafas a partir de 2021, quando os primeiros rótulos devem chegar ao mercado.

    Em Morro do Chapéu, Norte da Chapada, a produção de uvas ocorre em pequenas propriedades. Em uma delas, de 1,5 hectare, já trabalham 10 funcionários fixos. Durante a colheita, o número sobe para 30. Segundo o dono da propriedade, Ciro Mirante de Azevedo, a ideia é ampliar a plantação para 5 hectares, posteriormente.

    Ciro não está sozinho. Hoje, os parreirais de Morro do Chapéu somam 10 hectares. Mas a expectativa é de que essa área aumente muito nos próximos anos e, para organizar o crescimento, os pequenos produtores do município criaram uma cooperativa, que já conta com 34 integrantes.

    “Nós estamos com expectativa de produzir uma faixa de 10 mil a 20 mil hectares. Nós abrimos o horizonte não só para o vinho, que é nosso carro-chefe, porque vamos produzir um vinho de excelente qualidade. Mas vamos também derivar para produzir passas, sucos e vinagre”, diz Damares Rodrigues, presidente da Cooperativa Vinícola da Chapada Diamantina.

    Outro sítio, de 5 hectares, também está fazendo sua primeira colheita de uvas. Há três anos, o proprietário e agrônomo Jairo Vaz trocou a cidade pelo clima da chapada e diz que está realizando um sonho.

    A produção na propriedade de Jairo é orientada por Giuliano Pereira, enólogo da Embrapa Uva e Vinho, uma das autoridades em uvas viníferas do Brasil. Ele diz que um dos segredos em um vinhedo tão jovem é não sobrecarregar a planta.

    “No início nós temos que focar no estabelecimento dessa planta, na formação radicular. Se nós deixarmos toda a produção, os dois cachos, vai comprometer a formação, então é preferível eliminar, deixar um só”, explica.

    Morro do Chapéu ainda não tem nenhuma vinícola mecanizada, por isso os produtores precisam mandar a maior parte de sua safra para as vinícolas do Vale do São Francisco, a 400 quilômetros de distância. A menor parte, cerca de 10% da colheita, deixam na cidade mesmo, para a produção artesanal.

    O pessoal do sítio faz tudo à mão: retira os engaços, examina os cachos para não deixar passar nenhuma uva mal formada. Na hora do esmagamento, proprietário e enólogo também colocam a mão na massa.

    Em pequenos barris de carvalho, Jairo guarda os primeiros vinhos que produziu. Quanto mais tempo no barril, maior o valor agregado à bebida.

    É um vinho que apresenta um excelente potencial. Tem uma bela coloração, um vermelho rubi, aromas frutados, especiarias. Na boca está equilibrado, ou seja, um bom vinho para uma produção experimental.
    — Giuliano Pereira, enólogo da Embrapa Uva

    Segundo ele, o produto terá condições de competir com vinhos de outras regiões do Brasil e do mundo, como Europa e Estados Unidos.

    Vinhos saborosos, queijos variados, cordeiro defumado, embutidos. Com produtos como esses, a Chapada Diamantina vai consolidando sua nova vocação: uma região turística que também é terra de agricultura, criação e alimentos sofisticados.
    Clique aqui e confira a reportagem do Globo Rural

  • Aparelho de eletrocardiograma é entregue ao Hospital Municipal de Itaetê

    O prefeito do município, Valdes Brito, foi conferir de perto a chegada do aparelho e falou dos avanços.

    A população de Itaetê, na Chapada Diamantina, conta com mais um benefício na área da saúde. O Hospital Municipal recebeu um aparelho de eletrocardiograma e voltou a oferecer o serviço, que antes era terceirizado. “Agora os pacientes terão mais comodidade e rapidez no atendimento. Essa é mais uma conquista da nossa gestão”, disse a secretária de saúde, Clezia Ribeiro. O prefeito do município, Valdes Brito, foi conferir de perto a chegada do aparelho e falou dos avanços. “Estamos trabalhando cada vez mais para beneficiar a todos. Hoje somos referência no parto humanizado e estamos buscando ser destaque também em varias outros quesitos”, disse.

    Desde o começo de 2017 que Itaetê vem passando por mudanças significativas na área da saúde. Os moradores do município, que conta com aproximadamente 16 mil habitantes, passaram por uma mudança de gestor e já começam a ver as novas conquistas.

  • Na Índia, pai ateia fogo à filha por excesso de uso de celular

    Um homem de 35 anos foi preso na Índia e acusado de tentativa de homicídio após atear fogo à própria filha, de 16 anos. O motivo: ela ficava tempo demais no celular. O caso aconteceu no distrito de Palghar, no estado de Maharashtra, no oeste do país.

    A adolescente teve queimaduras em 70% do corpo e está internada em um hospital em Mumbai, em estado grave. O crime aconteceu dentro da casa da família, na última segunda-feira (31).

    CONTINUE LENDO
  • Uma multidão lotou Ibicoara para o Show da Virada com Silvanno Salles; veja o vídeo

    Silvanno Salles foi a grande atração e garantiu a alegria do público

    O Réveillion de Ibicoara foi um dos melhores dos últimos anos, ao menos na opinião do grande público que se fez presente para curtir os Shows da Virada.

    Uma multidão lotou Ibicoara para o Show da Virada com Silvanno Salles; veja o vídeo

    Nivaldo Marques, Dubiran Araújo e a atração mais esperada, Silvanno Salles, garantiram a alegria de uma multidão proveniente de Ibicoara e municípios vizinhos.

    Uma multidão lotou Ibicoara para o Show da Virada com Silvanno Salles; veja o vídeo

    O prefeito Haroldo Aguiar, disse que é bom fazer um evento desses para o público, principalmente quando as prioridades do município estão todas em dias. Veja o vídeo

  • Valdes Brito fala sobre obras realizadas em Itaetê e deixa mensagem de Natal aos munícipes; veja o vídeo

    Foto: BlogChapada

    O prefeito de Itaetê, Valdes Brito, em entrevista a nossa reportagem na quinta - feira (20), falou sobre algumas das muitas ações desenvolvidas pela prefeitura no município neste ano de 2018, mesmo diante das dificuldades enfrentadas com a crise que assola o país. O prefeito ainda deixou uma mensagem de Natal aos munícipes, veja o vídeo abaixo.

  • 18ª Ciretran de Brumado é alvo de operação e mandados são cumpridos em Ibicoara, Livramento e Rio de Contas

    Foto: Destaque Bahia

    Unidades da Polícia Civil de Brumado, Guanambi, Vitória da Conquista, Itapetinga e demais cidades, cumpriram na manhã de hoje (20), mandados de busca e apreensão na sede da 18ª Ciretran de Brumado e nas cidades Ibicoara, Livramento e Rio de Contas. De acordo informações obtidas pelo Informe Barra, a operação tem o objetivo de recolher e preservar provas, documentos e elementos que possam contribuir com as investigações no combate à supostas irregularidades encontradas no órgão. Ainda segundo informações, na cidade de Ibicoara um despachante foi encaminhado à delegacia para prestar depoimento. Nos demais municípios, a polícia realizou apreensão de documentos que possam desvendar um suposto esquema de fraude por parte de autoescolas e despachantes de veículos.  O Coordenador da 18ª Ciretran e demais funcionários do órgão estão prestando depoimento na delegacia de Brumado. Mais informações serão divulgadas a qualquer momento.

  • Itatim: Envolvido com vários delitos, menor infrator é preso e deve ser encaminhado à internação

    Foto: Divulgação

    Por volta das 19:00hrs em ronda ostensiva pela rua Castro Alves, bairro 2 de Julho, a Guarnição da Polícia teria abordado o menor V.B.S de 15 anos, localizando e apreendendo uma arma de fogo tipo revólver, marca taurus, calibre 22, numeração suprimida, com 6 (seis) munições intactas.

    O menor ao avistar a viatura teria dispensado a referida arma de fogo em baixo de um carro que estava estacionado, mas tal ato teria sido percebido pelos polícias, que após a abordagem pessoal teria localizado a arma.

    O mesmo foi apresentado na delegacia de Itatim, onde foi ratificado a apreensão em flagrante.

    Devido o fato do menor está envolvido com várias infrações análogas a roubos, furtos de aparelhos celulares e motocicletas, o delegado da cidade representou pelo internamento provisório. Por estes motivos o infrator continua na delegacia de Itatim em local especial aguardando a decisão judicial.

    O jovem teria sido condenado por infração análoga a roubo no início do ano de 2018, e teria cumprido medida sócio educativa na CASE Salvador, sendo posto em liberdade no mês de setembro de 2018. Ao chegar na cidade teria se envolvido com outros elementos de alta periculosidade, mostrando que não possui interesse de mudar suas condutas.