• Cipes Chapada e Semiárido encontram 2 toneladas de maconha em Iraquara

    Foto: Divulgação SSP

    Denúncias anônimas e ações de acompanhamento levaram as Companhias Independentes de Policiamento Especializado (Cipes) Chapada e Semiárido, na manhã deste sábado (29), a cerca de duas toneladas de maconha. Os entorpecentes eram cultivados e distribuídos em um sítio, na cidade de Iraquara.

    Guarnições chegaram ao terreno nas primeiras horas da manhã e foram recebidas a tiros por Ronaldo Cruz de Souza. No confronto ele foi atingido, socorrido para o hospital local, mas acabou não resistindo. Com o criminoso, responsável por vigiar a plantação, foram apreendidos um revólver calibre 38 e munições.

    Devido a grande quantidade de pés (cerca de 250 mil), a polícia solicitou um trator da Prefeitura para ajudar na erradicação. No local, dentro de uma casa, os militares apreenderam ainda 72 kg da erva colhidos, 40 kg também da mesma droga prensada, vasilhas e sacolas plásticas.

    "Grande trabalho conjunto das unidades especializadas. Vamos agora atrás dos donos deste grande montante de entorpecentes", informou o comandante do Policiamento Especializado (CPE) da PM, coronel Sérgio Freire.

    Deram apoio nas buscas e erradicação, equipes da 29a CIPM, 42a CIPM, 7° BPM e da Rondesp Chapada.

  • Homem mata o próprio irmão durante discussão na Chapada Diamantina

    Um homem de 43 anos, identificado como Adriano Hilário da Silva, morreu após ser atingido por um disparo de arma de fogo, na noite da última segunda-feira (24), no município de Lapão, na Chapada Diamantina (BA).

    De acordo informações, o autor teria sido um irmão da vítima, identificado como Jorge Alves da Silva, 50 anos, que durante uma discussão no quintal da casa da mãe, na comunidade de Bonzão, acabou alvejando o irmão com um tiro no tórax.

    O acusado foi levado à delegacia, bem como a arma utilizada no crime, uma espingarda do tipo artesanal.

  • Chapada: São João de Itaetê atrai multidão com festas na sede e no Rumo

    O tradicional São João do município de Itaetê, na Chapada Diamantina, atraiu uma multidão de pessoas nesse último final de semana. Além da sede da cidade, as festas também aconteceram no distrito de Rumo, que tem o santo São João como padroeiro do local. “É a primeira vez que passo os festejos juninos em Itaetê. Está tudo muito lindo e adorei as atrações”, disse o professor Odair Pinho. Esse ano, o circuito Vale do Paraguaçu teve como tema “Arraiá do Agricultor”, que homenageou agricultores do município. Para deixar os festejos ainda mais bonito, a Prefeitura da investiu em requalificação das praças 25 de setembro, na sede, e Paulo Hora de Andrade, no Rumo. As duas ganharam lapadas de lead e letreiros com os nomes dos locais.

    Chapada: São João de Itaetê atrai multidão com festas na sede e no Rumo

    Prefeito Valdes (primeiro da direita para a esquerda)

     “Preparamos tudo com muito carinho para deixar a cidade ainda mais bonita para nossa população e os visitantes. Itaetê tem hoje, sem dúvida, um dos melhores São João da Chapada Diamantina com um circuito lindo, ótimas atrações, sem falar do resgate que fizemos do São João do Rumo. Quero agradecer a toda a minha equipe, que sempre estar dando o melhor para a festa acontecer”, conta o prefeito de Itaetê, Valdes Briro. Entre as atrações desse ano, estavam as bandas Michele Andrade, Bonde do Forró, Paulo Henrique, entre outras.

  • Festejos juninos de Ibicoara é sucesso na região e atrai grande público; veja o vídeo

    A cidade de Ibicoara, na Chapada Diamantina impressiona todos que a visitam com suas belezas naturais e com sua cultura diferenciada. No São João não foi diferente, o São Bento Arraiá, realizado pela Prefeitura Municipal com apoio do Governo do Estado, atraiu grande público em sua 23ª edição, com grandes momentos proporcionados a toda a população, turistas e visitantes.

    Festejos juninos de Ibicoara é sucesso na região e atrai grande público; veja o vídeo

    O evento contou com grade de atração variada e musicas para todos os gostos, sem deixar de lado o tradicional e irreverente forró

    O prefeito Haroldo Aguiar e o vice Juninho estiveram presentes durante toda a programação, acompanhados do Deputado Estadual marquinho Viana e de parentes e amigos. Haroldo agradeceu a cada pessoa que fez parte da festa, desde participantes até pessoas que trabalharam para que essa linda comemoração fosse possível.

    Veja o vídeo:

  • Chapada: Moradores de Lençóis contarão com esquema de segurança reforçado para o São João

    Os moradores locais, assim como aqueles que escolherem curtir os festejos juninos em Lençóis, município também localizado na Chapada Diamantina, contará com reforço na Segurança Pública: o destacamento da 42ª Companhia Independente da Polícia Militar, localizado no distrito de Tanquinho.

    O major Ubiraci Muniz, comandante da 42ª CIPM, explicou como será a atuação da unidade durante os dias de São João. "Vamos intensificar as abordagens, com o objetivo de evitar roubos a cargas e a transeuntes, garantir o policiamento em todas as trilhas e empregar o efetivo, tanto a pé como com motopatrulhamento.

    As comemorações para o São João da cidade estão previstas para serem iniciadas nesta quarta-feira (19), mas o trabalho rotineiro da polícia já está em execução com o propósito de garantir a tranquilidade antes, durante e após os festejos que encerram no dia 24.

  • Prefeitura de Barra da Estiva antecipa o pagamento dos salários dos servidores municipais

    O Prefeito de Barra da Estiva, divulgou em suas redes sociais que a sua gestão irá antecipar o pagamento dos salários do mês de junho dos servidores municipais. Nossa reportagem entrou em contato com João de Didi para saber maiores detalhes desta medida atípica para o momento de crise que os municípios enfrentam. “Com muito trabalho, dedicação e planejamento conseguimos tomar essa medida nesse mês de junho, pois acreditamos que essa antecipação do salário dos servidores irá fomentar a economia local nesse período junino”, comentou João de Didi.

    Quando nossa reportagem questionou sobre as finanças municipais, ele respondeu: “O País, a Bahia e nosso Município enfrentam uma grave crise financeira, arrecadação em queda, e Barra da Estiva sofre ainda mais com a dívida criada pelos meus antecessores de aproximadamente 44 milhões com a Receita Federal. O Município está com o nome sujo impedido de conseguir convênios importantes, impedindo por exemplo de firmar o convênio com a BahiaTursa para o São João. No início do Mandato assumimos vários parcelamentos, chegamos a pagar parcelas de 220 mil reais mensais, mas outros procedimentos fiscais continuam chegando, suas cobranças, e agora o Município está inscrito em dívida ativa da União, temos que prestar os serviços públicos e pagar as dívidas dos ex-gestores. Enfim, estamos conseguindo avançar, promover as mudanças que o povo tanto anseia, mas já pensou que tivéssemos assumido um município sem dívidas, tenho certeza que estaríamos ainda melhor” completou o Prefeito.

  • Arrastão da Triton  agita Itaetê durante São João do município

    O tradicional  “Arrastão da Triton” agita a cidade de Itaetê , na Chapada Diamantina, durante o São João do município.  A festa, que acontece dia 23 de junho, conta com um paredão de som gigante, que  percorre as principais ruas da cidade. O evento é de camisa e cem por cento open bar. “Esse ano, vamos fazer uma festa ainda melhor para todos. Já são 10 anos de arrastão e estamos inovando cada vez mais”, disse o organizador do evento, Tarcísio Carneiro.

  • Café especial da Chapada Diamantina ganha público em São Paulo

    O café cultivado por agricultores familiares da Cooperativa de Cafés Especiais e Agropecuária de Piatã (Coopiatã), na Chapada Diamantina, está em exposição na Naturaltech 2019, em São Paulo. A Coopiatã é uma das 17 cooperativas da agricultura familiar da Bahia que participam da feira com o apoio do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva.

    Piatã é o principal município produtor de cafés de alta qualidade do Norte e Nordeste, tendo lavouras com altitudes de 1.260 até 1.400 metros. O café da Coopiatã figura entre os dez melhores colocados no Concurso Cup of Excellence da BSCA – Brazilian Speciality Coffee Association, principal concurso de qualidade de café no mundo.  

    De acordo com o representante da Coopiatã, Rodolfo Moreno, as altitudes da Chapada Diamantina, aliadas ao jeito de produzir café dos cooperados, permitem obter excelentes resultados na produção de cafés especiais. “A Coopiatã tem, na sua essência, a colaboração para o crescimento e fomento do cooperativismo como forma de agregar e desenvolver uma cafeicultura mais sustentável e responsável, baseada no comércio justo e em práticas que respeitem o meio ambiente e o trabalhador rural”, afirmou. 

    O administrador paulista Carlos Makimoto visitou a feira para buscar cafés diferenciados e encontrou o café da Coopiatã. "Descobri que a Bahia tem alta altitude e também a baixa temperatura, o que propicia uma qualidade diferenciada. Esse é um café que tem a acidez que procuro em um café encorpado. É bem diferenciado do que eu estou habituado a tomar. Muito bom", disse. 

    A Naturaltech, que é a maior feira de alimentação saudável, suplementos, produtos naturais e saúde e principal ponto de encontro do universo sustentável no país, segue até sábado (8), no Pavilhão Anhembi. O Bahia Produtiva é executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio de acordo de empréstimo com o Banco Mundial. 

  • Na semana do Meio Ambiente programa sobre o Rio Paraguaçu será exibido na TV Bahia

    Com nascente no município de Barra da Estiva, na Chapada Diamantina, o Rio Paraguaçu tem cerca de 600 quilômetros de extensão e, até chegar em Salvador, passa por vários municípios; a exemplo de Ibicoara, Mucugê, Andaraí,  Itaetê, Boa Vista do Tupim, Marcionílio Souza, Itaberaba, entre outros. Abastece cerca de 5 milhões de pessoas e é genuinamente baiano. Devido a sua importância, um programa especial em alusão a semana do Meio Ambiente será exibido pela TV Bahia neste sábado (08). Veja o vídeo da chamada

  • Sem respostas da justiça após um ano, população de Barra da Estiva vai às ruas em forma de protesto pela morte de Rhanna

    Foto: Blog Chapada

    Morta em junho de 2018 a golpes de faca, além de ter sido estuprada e ainda ter parte do corpo queimado, familiares de Rhanna, na época com 15 anos, ainda não tiveram uma resposta da justiça quanto a autoria e punição do (s) autor (es). Por este motivo a população de Barra da Estiva se mobilizou e, em forma de protesto, foi às ruas clamando por justiça.

    Sem respostas da justiça após um ano, população de Barra da Estiva vai às ruas em forma de protesto pela morte de Rhanna

    Estudantes e demais segmentos da sociedade barraestivenses percorreram as principais ruas da cidade, com cartazes e gritos de protestos. Após uma parada em frente a delegacia, a caminhada foi finalizada em frente ao fórum da cidade.
    Em contato com a nossa reportagem, o delegado responsável pelo caso, Dr. Joildo dos Humildes, disse que:"As investigações estão dependendo de laudos do DPT. Há alguns suspeitos que se recusaram a coletar o material genético para exame comparativo de DNA, como a lei não obriga a ninguém constituir prova contra si mesmo, estamos tendo essa dificuldade", disse o delegado. Veja abaixo o vídeo do protesto realizado pelo site Informe Barra.

  • Taxa de homicídios no Brasil cresce 4,2% em 2017

    Foto: Fernando Frazão

    A taxa de homicídios no Brasil aumentou 4,2% de 2016 para 2017, chegando ao recorde de 31,6 mortes para cada 100 mil habitantes. Segundo o Atlas da Violência 2019, divulgado hoje (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Brasil teve 65.602 homicídios em 2017, um número absoluto 4,9% maior de que em 2016.

    O indicador aumentou puxado pelo crescimento dos crimes cometidos nas regiões Norte e Nordeste, onde a taxa passou de 45 homicídios por 100 mil habitantes.

    Para o presidente do Ipea, Carlos Von Doellinger, o estudo traz tendências preocupantes sobre a violência no país. Como economista, ele destacou que a violência também eleva os custos de se produzir no país, exigindo gastos públicos e privados que representam 5,9% do Produto Interno Bruto de 2016.

    "Isso é uma coisa impressionante e mostra o peso que temos que carregar" disse Doellinger, que sublinhou que além de se discutir o custo tributário e burocrático de se produzir no país, é preciso levar em conta esse peso da violência. "É a face mais cruel", lamentou.

    Norte e Nordeste

    O Ipea aponta a disputa de facções sediadas no Sudeste como um dos possíveis fatores que explicam o crescimento da violência no Norte e Nordeste. Duas grandes facções do Rio e de São Paulo buscam o controle dos mercados varejistas locais de substâncias ilícitas no Norte e no Nordeste, assim como o controle das rotas para o transporte das drogas.

    A diretora executiva do Fórum Brasileiro de Segurança, Samira Bueno, destacou que o Brasil ocupa uma posição geográfica que o coloca entre os países produtores de cocaína – Colômbia, Peru e Bolívia – e os mercados da África e Europa. Para controlar essa rota, as facções do Sudeste criam laços com fações regionais do Norte e Nordeste.

    "Isso também se dá no contexto de fortalecimento das facções locais. Eles vão se associando às facções locais porque são elas que conhecem as rotas."

    De 2016 para 2017, 15 unidades da Federação tiveram queda na taxa de homicídios e 12 tiveram aumento – em sete delas, a alta foi maior que 10%. O Ipea destaca que o país vive dois movimentos diferentes, com uma redução da taxa em estados como São Paulo, Paraná e Minas Gerais, e um aumento no Norte e no Nordeste, com destaque para o Ceará, onde a taxa cresceu 48,2% no período analisado.

    O aumento do número de homicídios fez o Ceará superar São Paulo em números absolutos, apesar de o estado do Sudeste ter uma população cinco vezes maior. No estado nordestino, 5.433 pessoas foram mortas em 2017, enquanto, em São Paulo, o número caiu para 4.631.

    Jovens

    A população jovem (15 a 29 anos) foi a principal vítima de homicídios no Brasil, com 35.783 mortos em 2017, sendo 94,4% do sexo masculino. Enquanto a taxa de homicídios geral está em 31,6 por 100 mil habitantes, a de jovens chega a 69,9 assassinatos para cada 100 mil habitantes.

    Em nove unidades da Federação, essa taxa passa de 100 mortes por 100 mil habitantes: Rio Grande do Norte (152,3), Ceará (140,2), Pernambuco (133), Alagoas (128,6), Acre (126,3), Sergipe (125,5), Bahia (119,8), Pará (105,3) e Amapá (100,2).

    O Ceará também tem o maior crescimento da letalidade entre os jovens, com um aumento de 60% na taxa de homicídios.

    Os assassinatos foram a causa de 51,8% das mortes na faixa etária de 15 a 19 anos. Entre 20 e 24 anos, o percentual  chega a 49,4%, e, entre 25 e 29 anos, a 38,6%.

  • Homem morre após trocar tiros com a Cipe Chapada em Itaetê; armas e drogas foram encontradas

    Foto: Divulgação Cipe Chapada

    Um homem morreu em confronto com a CIPE Chapada na madrugada de terça-feira (04), no povoado de Colônia, na zona rural de Itaetê. De acordo informações da polícia, a guarnição foi informada que estaria acontecendo tráfico de drogas no local. Ainda segundo informações, ao passar na referida rua, em frente à casa indicada, a guarnição foi surpreendida com um homem fugindo pelos fundos e efetuando disparos de arma de fogo na direção dos policiais. Ao revidar os disparos, o indivíduo, Júlio Barbosa dos Santos, conhecido como ‘Julhão’, foi atingido, chegou a ser socorrido, mas não resistiu e veio a óbito no hospital. Com ele foram apreendidos duas armas de fogo, uma calibre 38 e outra 22, munições intactas e deflagradas, um tablete de cocaína com 326 gramas, 143 gramas de maconha, balança de precisão, faca e sacos plásticos para embalagem da droga. O material foi apresentado na delegacia de Itaberaba para que as providências cabíveis fossem tomadas.

  • Cinco pessoas são presas e mais de 600 kg de carne clandestina são apreendidas em Jacobina, na Chapada Diamantina

    Cinco pessoas foram presas em flagrante e mais de 600 kg de carne de origem clandestina foram apreendidos durante uma operação de fiscalização realizada no Centro de Abastecimento de Jacobina e em uma feira livre de um distrito da cidade. As informações são do Ministério Público da Bahia (MP-BA), que participou da ação.

    Conforme informou o MP-BA no final da tarde de segunda-feira (3), a operação na cidade do norte da Bahia foi realizada no domingo (2) e foi coordenada pela promotora de Justiça Rocío García.

    Segundo o órgão estadual, a ação teve como objetivo inspecionar o transporte e comércio de carne clandestina ou em desacordo com as normas sanitárias, assim como averiguar a venda de produtos vencidos ou sem procedência.

    Além do MP-BA, participaram da operação a Vigilância Sanitária de Jacobina, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) e a Polícia Militar.

    A promotora responsável pela atividade explicou que, como prevê o art. 7 da lei 8.137/90, "vender, ter em depósito para vender ou expor à venda ou, de qualquer forma, entregar matéria-prima ou mercadoria em condições impróprias ao consumo é crime grave e coloca em risco a vida e a saúde da população".

  • 29ª CIPM intensifica ações na sua área de atuação em municípios da Chapada Diamantina

    A 29ª CIPM intensificou o policiamento na zona rural de toda sua área de responsabilidade, dado ao incremento na movimentação de pessoas e bens em decorrência dos festejos juninos. Com foco voltado ao cumprimento de sua missão constitucional a unidade segue envidando esforços para reduzir ainda mais os números de Crimes Violentos Letais Intencionais- CVLI, Roubos e Furtos. Mesmo diante de uma vasta área: Seabra, Boninal, Piatã, Abaíra,Ibitiara, Novo Horizonte, Brotas de Macaúbas e Ipupiara, a Seção de Planejamento Operacional- SPO tem realizado um dimensionamento e aplicação do policiamento de forma diferenciada, a fim de garantir a utilização eficaz dos recursos.

    A intensificação segue com efetivo extraordinário “Operação Distritos” oriunda do COPPM e CPRCH e efetivo ordinário por meio do PETO e RP da unidade. Como resultado houve queda no número de furtos e roubos na zona rural dos municípios impactados pela operação e aumento no número de apreensões de armas de fogo.

  • Travesti é encontrada morta e revolta população de Seabra, na Chapada Diamantina

    Foto: Reprodução | Facebook

    Uma travesti foi encontrada morta com o corpo carbonizado dentro da casa onde morava, na cidade de Seabra, região da Chapada Diamantina.

    O caso aconteceu na quinta-feira (30). A suspeita é que ela tenha sido agredida com pauladas, antes de ter a residência incendiada. De acordo com a Polícia Civil de Seabra, até este domingo (2), ninguém havia sido preso.

    A vítima, identificada inicialmente como Rosinha do Beco, era uma feirante conhecida na cidade. A polícia ainda não tem informações sobre a autoria e motivação do crime.