• Confira a programação do aniversário de Ibicoara

    Ibicoara completa mais um ano de Emancipação Política e para isso, preparou uma programação super especial e com atrações para todos os gostos. Os festejos dos seus 57 anos acontecem nos dias 19 e 20 deste mês, confira a grande no banner acima.

  • Ex-prefeita de Jacobina terá que devolver R$ 1,2 milhão

    Na sessão desta quarta-feira (10/07), o Tribunal de Contas dos Municípios votou pela procedência parcial do Termo de Ocorrência lavrado contra a ex-prefeita de Jacobina, Valdice Castro Vieira da Silva, em razão de irregularidades em uma concorrência pública, envolvendo um total de R$10 milhões, homologada em 28.06.2012, e na Tomada de Preços, homologada em 01.07.2012, no montante global de R$ 665.639,62. O objeto das licitações era a pavimentação de ruas em paralelepípedos, no exercício de 2012. O relator do parecer, conselheiro Fernando Vita, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual, a quem compete apurar a prática de ato de improbidade administrativa pela gestora.

    Os conselheiros do TCM determinaram o ressarcimento aos cofres municipais da quantia de R$ 1.278.966,63, que foram pagos por serviços que sequer foram realizados pela empresa contratada. A ex-prefeita foi multada em R$15 mil.

    As irregularidades apontadas no Termo de Ocorrência lavrado pela Inspetoria Regional de Controle Externo do TCM foram comprovadas em inspeção “in loco”, durante auditoria técnica realizada por servidores do TCM enviados à cidade, após solicitação feita pelo Ministério Público de Contas.

    O conselheiro relator, ao examinar o relatório, disse que os técnicos da Corte não conseguiram identificar, mesmo com ajuda de funcionários públicos municipais, todos os logradouros públicos que teriam sido pavimentados. Além disso, foram comprovadas inúmeras irregularidades formais no contrato e no cumprimento das exigências legais, como o recolhimento, por parte da empresa contratada, CSC Engenharia LTDA, do seguro-garantia estipulado em 5% do valor contratado, em inobservância ao instrumento convocatório, bem como a Lei de Licitações.

    Em sua defesa, a ex-prefeita conseguiu descaracterizar apenas as irregularidades em relação ao fato das duas licitações possuírem o mesmo objeto, com valores diferentes. Isto porque, da análise técnica restou constatado que os procedimentos licitatórios mencionados possuem especificações diversas, de modo a não tratar-se de licitações com objetos semelhantes.

    CONTINUE LENDO
  • Colônia de cupins na Chapada Diamantina que tem quase o tamanho da Grã-Bretanha, diz pesquisadores

    Uma colônia descoberta por pesquisadores na região da Chapada Diamantina possui mais de 200 mil m² e ocupa parte da Bahia e de Minas Gerais. A colônia já é quase do tamanho de um país como a Grã-Bretanha, que possui cerca de 209 mil m².

    A Chapada Diamantina, que abriga grutas, cavernas, cânions, piscinas naturais, cachoeiras do país e elevações de pedra monumentais, guarda também essa "cidade" dos cupins que não está aos olhos daqueles que visitam a região, pois fica abaixo do chão.

    Com a vegetação fechada, os murundus ficavam escondidos, mas imagens de satélite revelaram a extensão das formações. Os pesquisadores não têm a lista das cidades por onde os murundus passam, mas na Bahia, eles ocupam o território de municípios da Chapada como Palmeiras, Lençóis, Mucugê e seguem pelo norte de Minas Gerais.

    O americano Roy Funch foi o primeiro a estudar o assunto, há 30 anos. Ele chegou à Bahia em 1978 para trabalhar como biólogo e logo ficou encantado com os murundus, que são torres de terra formadas pelos cupins. O acúmulo de terra é resultado dos túneis que os insetos vão cavando pelo chão.

    "Para cavar esses túneis eles [os cupins] têm que tirar muito material, ao invés de espalhar eles jogam a terra em um só lugar. Eles ficam jogando esse material fora e não têm espaço de morada. Aí dentro é só área de despejo", explicou.

    Roy decidiu estudar sobre os cupins da região, uma espécie conhecida como bate-cabeça, e fez diversas descobertas como a dimensão do trabalho dos cupins ao longo do tempo e a idade dos murundus.

    "É um fenômeno único aqui da Bahia. São as maiores construções do mundo, fora do ser humano. Não tem bichos que fazem construções dessa grandeza em qualquer parte do mundo. A datação dos murundus tem idade de quase 3,8 mil anos", contou Funch.

    CONTINUE LENDO
  • Chapada Diamantina: ICMBio realiza aceiros negros para evitar incêndios nos Gerais do Rio Preto e Vieira

    Neste mês de junho, o Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNCD) começou a confecção de aceiros negros para proteger locais sensíveis ao fogo, como nascentes, matas ciliares e florestas. A primeira experiência foi realizada nos Gerais do Rio Preto e Vieira, locais com alta incidência de incêndios florestais.

    Os aceiros são faixas com pouca, ou sem vegetação, cujo objetivo é formar uma barreira natural e impedir a propagação de incêndios, protegendo áreas onde a taxa de mortalidade das plantas é alta e com menor capacidade de recuperação. “Optamos pelos aceiros negros, que são confeccionados com a utilização de fogo, por apresentar várias vantagens em relação a limpeza feita com foices e enxadas”, destaca Luiz Coslope, gerente do fogo do PNCD.

    Chapada Diamantina: ICMBio realiza aceiros negros para evitar incêndios nos Gerais do Rio Preto e Vieira

    A primeira delas é que nos aceiros negros a rebrota do capim ocorre rapidamente, ficando praticamente imperceptível aos visitantes. Além disso, minimiza os solos expostos e as erosões, que são comuns em aceiros feitos com ferramentas. A utilização do fogo também aumenta muito a capacidade de execução. “Levaria muito mais tempo e esforço para confeccionar um aceiro do tamanho necessário para barrar os incêndios”, explica Coslope.

    Estão sendo feitas faixas que possuem, em média, 50 metros de largura e somadas possuem 9 km de comprimento, totalizando uma área de 40 hectares. Até o final do mês de julho, se as condições climáticas forem favoráveis, ainda serão realizados outros aceiros próximos a BR 242.  O objetivo é criar uma rede de aceiros interligados para diminuir a ocorrência e a extensão dos incêndios no final da estação seca, facilitando o seu monitoramento e controle.

    Chapada Diamantina: ICMBio realiza aceiros negros para evitar incêndios nos Gerais do Rio Preto e Vieira

    Em amarelo, áreas queimadas de forma criminosa no Gerais do Rio Preto em 2018. Em vermelho, aceiros negros confeccionados em 2019. Fonte: PNCD/ICMBio

    A escolha do lugar e da época para a confecção dos aceiros é imprescindível para o seu sucesso e para minimizar o seu impacto. Por isso, foram eleitas áreas de campo limpo, onde a vegetação é resistente ao fogo e as plantas não morrem após a passagem dele. Também estão sendo feitos em dias com alta umidade da vegetação e do ar, baixas temperaturas e pouco vento, o que proporciona um fogo de baixa intensidade, que não mata arbustos e outras plantas mais sensíveis.  
     

  • Vaquejadas em debate na Câmara dos Deputados

    O Plenário da Câmara dos Deputados, apreciou o projeto que veio do Senado Federal que regulamenta as práticas da vaquejada, do rodeio e do laço no Brasil (PL 8240/17). Vários deputados do Democratas se manifestaram a favor da regulamentação da atividade, que já está respaldada por uma emenda constitucional (EC 96/2017), aprovada na legislatura passada.

    O deputado Paulo Azi (BA), que ponderou que teve a satisfação de relatar a PEC que instituiu as vaquejadas como patrimônio imaterial, considerou que “não há absolutamente quaisquer maus tratos aos animais que são utilizados nesse esporte, que é muito mais do que uma atividade esportiva. É uma atividade econômica, uma atividade que gera milhares de empregos para centenas de municípios do Norte e do Nordeste do País”.

    O deputado Efraim Filho (PB), defensor da vaquejada há anos, também se manifestou a favor dessa atividade cultural e ressaltou o cuidado com os animais envolvidos. “A intenção é regulamentar o bem-estar animal nesses eventos, como a obrigatoriedade de médico veterinário, juiz, tamanho mínimo de curral para evitar o confinamento”, disse ele.

    Por sua vez, Geninho Zuliani (SP), deputado eleito por São Paulo, fez questão de registrar o seu voto a favor da vaquejada e dos rodeios. Ele comentou sobre a experiência dele com tais atividades, destacando também o trato adequado com os animais: “sou testemunha, como criador de cavalos e participante de rodeios, da qualidade no trato com os animais”.

    O deputado Juscelino Filho (MA) disse que falta segurança jurídica para vaquejadas e rodeios, e que um projeto de lei pode resolver esse problema. Ele lembrou que o Congresso Nacional aprovou a PEC da Vaquejada, mas revelou que magistrados têm cancelado a realização destes eventos em função da falta de regulamentação da lei do bem-estar animal.

    Além dos deputados do Nordeste e do Sudeste, um representante do Norte se manifestou: o deputado Hélio Leite (PA). Ele reforçou os pontos tratados pelos demais parlamentares, como a geração de empregos, o respeito às tradições culturais e o trato responsável com os animais.

    De acordo com o texto aprovado no Senado, ficam reconhecidos o rodeio, a vaquejada e o laço como expressões esportivo-culturais pertencentes ao patrimônio cultural brasileiro de natureza imaterial, se

    CONTINUE LENDO
  • Chapada Diamantina está entre os destinos mais procurados por turistas da Bahia

    Chapada Diamantina (BA), Gramado (RS), São Paulo (SP), Salvador (BA) e Fortaleza (CE) são os cinco destinos mais procurados, entre os meses de junho e julho, em agências de turismo da Bahia. A constatação é da Pesquisa de Sondagem Empresarial, realizada pelo Ministério do Turismo com 835 empresas de comércio de viagens do estado.

    O levantamento mostrou que 32% dos viajantes baianos procuram destinos onde possam aproveitar os momentos de lazer com sol e praia. Passeios culturais ou em patrimônios históricos ocupam a segunda posição (18%). A maioria das viagens são feitas por casais (28%), seguido de famílias (26%), casais com filhos (25%) e pessoas viajando sozinhas (21%).

    Além destas informações, o estudo trouxe a perspectiva das empresas baianas em relação ao desempenho, faturamento, demanda de serviços e geração de empregos de maio a outubro de 2019. Para 14% delas a perspectiva é de que o número de empregados aumente. Além disso, 52% acreditam que a demanda pelos serviços ofertados cresça no período. Outro dado positivo é de que 60% indicaram um cenário com perspectiva de aumento no faturamento para os próximos meses. 

    Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, os números demonstram otimismo e corroboram a virada que a nova gestão está realizando no setor. “Precisamos monitorar o comportamento do setor turístico brasileiro e ver se as ações chegam na ponta. Isso é um importante impulso para continuarmos trabalhando ainda mais para desenvolver o setor turístico nacional, gerando emprego e renda”, finalizou.

    Com a pesquisa, o Ministério do Turismo tem o objetivo de auxiliar as empresas da Bahia a avaliarem nichos de mercados a serem melhor explorados. Com esta sondagem, por exemplo, é possível identificar que os turistas das agências baianas consultadas não têm Espírito Santo, Tocantins, Amapá e Paraná como opção para viagens no período de junho e julho.

     

  • Cipe Chapada prende homem e recupera produtos roubados de um sítio em Itaete

    Por volta das 08h00 do dia (07), a guarnição da Cipe Chapada recebeu denúncia anônima que os elementos que praticaram um furto no Sítio Nova Esperança, na cidade de Itaetê, estavam em uma casa no Bairro de Canabrava.

    Munidos dessa informação a guarnição deslocou ao local e se deparou com Elismar Borges Santana vulgo "Tininho".  Ao ser indagado sobre o furto, o mesmo confessou ter participado, indicando juntamente com Maicon Santos Araújo coautor e informando que Maicon encontra-se foragido. Em seguida o indivíduo levou a guarnição até o local onde os objetos furtados estavam escondidos, sendo localizado uma TV 42 polegadas, um aparelho de Som e um botijão vazio, os quais estavam enterrados no fundo do quintal de sua residência.

    Diante do fato Elismar e todo material foram apresentados na Depol em Itaberaba, para adoção das medidas cabíveis.

  • Centro Judiciário de Solução de Conflitos é inaugurado em Itaetê nesta sexta-feira

    Foto: Blog Chapada

    O município de Itaetê, na Chapada Diamantina, irá contar com um Centro Judiciário de Solução Consensual de Conflitos (CEJUSC). A unidade, que funcionará na nova sede da Prefeitura Municipal da cidade, possibilitará o amplo e irrestrito acesso da população a diversos serviços judiciários, como composição de conflitos através de audiências conciliatórias, orientação jurídica, exame de DNA, reconhecimento voluntário de paternidade, alimentos, divórcio, direito de propriedade, relações de consumo, entre outros.  “Enquanto ao longo dos últimos anos Itaetê só vinha perdendo o que tinha, em nossa gestão ocorre ao contrário. Estamos resgatando diversos serviços para a população, como a implantação do CEJUSC, que é como se estivéssemos trazendo entre 70 a 80 por cento dos serviços do fórum que hoje as pessoas precisam ir até Andaraí para ter acesso”, explica o prefeito da cidade, Valdes Brito. A inauguração do CEJUSC, marcada para as 10h da manhã, além do gestor, contará com a presença do presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, Desembargador Gesivaldo Nascimento Britto.

  • Chapada: Dois homens e um adolescente são indiciados por divulgar fotos íntimas de mulher em grupo de mensagens

    Foto: Divulgação

    Dois homens e um adolescente vão responder criminalmente por terem divulgado fotos íntimas de uma mulher, sem autorização da vítima, na cidade de Novo Horizonte, na região da Chapada Diamantina, na Bahia. A informação é da Polícia Civil.

    Conforme a Polícia Civil, as imagens começaram a ser divulgadas por meio de um aplicativo de troca de mensagens, em grupo chamado "Miguinhos", que tinha 25 participantes. Os suspeitos foram identificados como Vanilson Nascimento Santos, Jaílson Macedo dos Santos. O adolescente não teve o nome divulgado.

    Segundo informações da polícia, o inquérito já foi concluído e o trio vai responder pelo crime contido no Artigo 218-C, do Código Penal, que tipifica a divulgação de cena de estupro ou de cena de estupro de vulnerável, de cena de sexo ou de pornografia, com pena de prisão prevista de até cinco anos.

    De acordo com a Polícia Civil, quando o crime é praticado por quem mantém ou tenha mantido relação íntima de afeto com a vítima ou com o fim de vingança ou humilhação, a pena de prisão pode chegar a mais de oito anos.

    A polícia informou que todas as pessoas do grupo foram investigadas. O órgão não detalhou se os suspeitos foram presos.

  • Estado abre mais de 20 mil vagas para cursos técnicos de nível médio em diversos municípios ; região da Chapada também é contemplada

    A Secretaria da Educação do Estado abriu inscrições, nesta quinta-feira (4), para mais de 20 mil vagas de cursos técnicos de nível médio. As vagas são para os Centros Estaduais e Centros Territoriais de Educação Profissional, além de unidades compartilhadas na capital e em mais 97 municípios dos 27 Territórios de Identidade, entre os quais estão: Feira de Santana, Vitória da Conquista, Itabuna, Gandu, Ipiaú, Ilhéus, Jequié, Juazeiro, Senhor do Bonfim, Barreiras, Seabra, Itaberaba, Serrinha, São Domingos, Bom Jesus da Lapa, Xique-xique, Irecê, Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas, Alagoinhas, Macaúbas e Caetité (veja a relação completa no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). As inscrições seguem até dia 14 de julho.

    Ao todo são 45 cursos disponibilizados nas formas de oferta Educação Profissional Técnica de Nível Médio Integrada à Educação de Jovens e Adultos (PROEJA Médio) e Subsequente ao Ensino Médio (para quem já concluiu o Ensino Médio na rede pública e quer voltar a estudar). Entre os cursos estão: Administração, Segurança do Trabalho, Logística, Meio Ambiente, Agroecologia, Agropecuária, Enfermagem, Nutrição e Dietética, Análises Clínicas, Edificações, Eletrotécnica, Informática, Contabilidade, Farmácia, Química, Cozinha, Alimentos, Panificação, Recursos Humanos, Edificações, Desenho da Construção Civil, Rede de Computadores, Secretariado, Conservação e Restauro, Artes Visuais, instrumento Musical, Documentação Musical e Regência.

    Do total ofertado, 12.510 vagas são para os cursos na forma de articulação Subsequente ao Ensino Médio. Neste caso, os estudantes devem acessar o Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br) para realizar a inscrição no sorteio eletrônico. O resultado será divulgado no dia 16 de julho e os contemplados devem comparecer às unidades escolares para as quais se inscreveram para efetuar a matrícula no período de 18 e 19 de julho. 

    As demais 7.720 vagas são para cursos na forma de articulação PROEJA Médio, direcionada a jovens com mais de 18 anos, que concluíram o Ensino Fundamental. Para este público, a matrícula é feita diretamente nas unidades escolares ofertantes de Educação Profissional, com vagas disponíveis, no período de 18 e 19 de julho. No ato da matrícula, o estudante deve apresentar documentos como o original do histórico escolar; originais e cópias da cédula de identidade ou certidão de registro civil, do CPF e do comprovante de residência. Nos dois casos, as aulas serão iniciadas no dia 29 de julho.

    O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Ezequiel Westphal, falou sobre o impacto destas ofertas na formação dos jovens e adultos. “Estes cursos dão oportunidades para estudantes que concluíram o Ensino Médio na rede pública e buscam uma formação profissional e aos alunos que buscam um curso profissional articulado à Educação de Jovens e Adultos. As políticas para a Bahia, principalmente voltadas à EJA, têm se intensificado, cada vez mais, nos últimos anos. Então, convidamos a todos aqueles, que tenham interesse nos cursos na área de Educação Profissional, a fazerem a sua inscrição e ou a se matricular num processo bastante simplificado e inclusivo”, destacou.

    Acesse o edital e as unidades ofertantes com os respectivos números de vagas no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

  • Escolas estaduais voltam às aulas após o recesso junino

    Os cerca de 800 mil estudantes da rede estadual de ensino retornaram às aulas nesta quarta-feira (3), depois do recesso junino. De acordo com o calendário escolar, o ano letivo termina no dia 16 de dezembro, totalizando uma carga horária mínima de 800 horas, distribuídas em 200 dias letivos. As aulas estão sendo reiniciadas com uma série de novidades. As aprendizagens estão sendo fortalecidas, ainda mais, por meio de projetos estruturantes, entre os quais o ENEM 100%, com aulões de reforço para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM); as feiras escolares de Ciências, Matemática e Empreendedorismo e dos Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP).  Os educadores da rede também estão mobilizados para a segunda etapa da Jornada Pedagógica 2019, no dia 27 de julho, com o tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”.

  • Chapada: Barra da Estiva tem a 5ª melhor gestão municipal da Bahia e a 76ª do Brasil, aponta CFA

    Foto: Informe Barra

    O município de Barra da Estiva, no Sudoeste baiano, alcançou a 5ª posição no Índice de Medição de Administração do Conselho Federal de Administração (IGM-CFA), entre as cidades de 20.001 a 50 mil habitantes. O ranking considerou os resultados dos setores de finanças e austeridade, saúde, educação, assistência social e outros indicadores referentes a 2018. 

    Chapada: Barra da Estiva tem a 5ª melhor gestão municipal da Bahia e a 76ª do Brasil, aponta CFA

    Foto: Informe Barra

    "Em nossa gestão já tivemos ações expressivas em todos os setores. Temos uma equipe que vive o mesmo sonho: FAZER BARRA CRESCER. Nossa meta é ter uma cidade cada vez melhor pra se viver". Disse o Prefeito João de Didi.

  • Operação apreende 1 tonelada de maconha por dia em Iraquara, na Chapada Diamantina

    Foto: Divulgação SSP

    Ações conjuntas alcançaram a marca de uma tonelada de maconha apreendida por dia, na cidade de Iraquara, nos últimos três dias. O flagrante mais recente aconteceu, na manhã de segunda-feira (1), quando pouco mais de 1.000 kg foram encontrados.

    Equipes da Cipe Semiárido, da 42ª CIPM e dos Destacamentos de de Iraquara e Souto Soares receberam denúncias e foram até o distrito de Caatinguinha. Após varreduras localizaram seis roças de maconha com aproximadamente 220 mil pés.

    Nenhum criminoso foi encontrado no local. Com ajuda de um trator os pés foram retirados e queimados. Ferramentas usadas para o cultivo da erva acabaram apreendidas. O caso foi registrado na Delegacia Territorial de Seabra.

    Histórico

    No dia 29, em um sítio na zona rural de Iraquara, a polícia localizou uma plantação com 250 mil pés. Além da erva no solo, mais 72 kg do entorpecente colhidos e 40 kg da droga prensada eram armazenadas em uma dependência do imóvel. No flagrante, um traficante reagiu e acabou não resistindo ao confronto.

  • Cachaça de Abaíra será beneficiada por acordo de livre comércio entre o Mercosul e a UE

    A cachaça de Abaíra, município localizado na Chapada Diamantina e conhecido como capital da bebida, será um dos produtos beneficiados pelo acordo de livre comércio firmado entre o Mercosul e a União Europeia na última sexta-feira (28). 

    A cachaça baiana encabeça a lista de pedidos de 61 bens exclusivamente brasileiros que o governo pediu que não fossem replicados com o mesmo nome na Europa. A avaliação do Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC) é de que o reconhecimento e proteção da Indicação Geográfica da Cachaça pelo bloco europeu, um dos maiores mercados de exportação do destilado brasileiro, resultará no aumento das vendas. As reduções de tarifas também tendem a facilitar os negócios.

    As indicações geográficas brasileiras incluem tipos regionais de vinhos, arroz, mel, cacau, própolis, café, camarão, frutas diversas, carne, doces e biscoitos. Variedades de pedras, mármores, calçados, têxteis, artesanatos e até peixes ornamentais também constam na lista.

    Há dois tipos de “indicação geográfica” reconhecidos pela maioria dos países. A “indicação de procedência” diz respeito à fama que determinado produto adquiriu por ser vinculado à região que o produz. É o caso das “Uvas do Vale do São Francisco”. Já o selo de “denominação de origem” requer processo mais apurado de validação científica, pois trata de produtos que têm características só encontradas nas regiões onde são produzidos. São os casos do “Própolis Vermelho dos Manguezais de Alagoas” e da “Pedra Carijó do Rio de Janeiro”.

    A lista de produtos típicos europeus protegidos no Brasil saltará de sete para 357 após a conclusão do acordo. O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) – ligado ao Ministério da Economia – só reconhece hoje nove denominações de origem estrangeira, sendo sete europeias. Nenhuma empresa brasileira pode produzir e vender com esses nomes Vinhos Verdes e Vinhos do Porto (Portugal); Cognac, Champagne e queijo Roquefort (França); presuntos San Daniele e Vinhos de Franciacorta (Itália).

    De acordo com o jornal Estado de S.Paulo, a partir da ratificação do acordo, outros 350 produtos também ganharão essa proteção no Mercosul, aumentando em muito as restrições a determinados setores da indústria, sobretudo para fabricantes de queijos, embutidos e bebidas.

    Entre os itens destacados pela própria UE após a assinatura do acordo estão o presunto tirolês (Áustria), o queijo Herve (Bélgica), a cerveja de Munique (Alemanha), o queijo Comté (França), o presunto de parma (Itália), a vodca polonesa, o queijo São Jorge (Portugal), o vinho tokaji (Hungria) e o presunto jabugo (Espanha).

    Além da redução de tarifas comerciais, o acordo traz um capítulo sobre propriedade intelectual que ampliará o rol de bens que deverão contar com proteção especial pelos governos dos dois blocos. A lista é composta principalmente por alimentos e bebidas com selos de “indicação geográfica”, que atestam que aquele produto só pode ser produzido com aquele nome em determinado local.

    CONTINUE LENDO
  • Comitê da Copa América elogia segurança em jogos na Bahia

    Foto: Divulgação SSP

    O Comitê Organizador Local (COL) da Copa América 2019 elogiou o esquema de segurança promovido durante os cinco jogos na Bahia. No período, não houve registro de crimes graves nem qualquer tipo de episódio que comprometesse a realização do evento.

    Escoltas das seleções e árbitros, vistorias com cães farejadores, monitoramento dos centros de treinamentos e hoteis, ações de inteligência e o patrulhamento dentro e fora da Arena Fonte Nova foram os serviços realizados pelas forças de segurança estaduais.

    O gerente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) Copa América Brasil em Salvador, Josué Moraes, destacou a expertise da Bahia em sediar grandes eventos como ocorreu nas Copas da Confederação e do Mundo, nos anos de 2013 e 2014.

    "Tudo foi realizado da melhor maneira possível, garantindo conforto e segurança para o nosso espectador. A Bahia representou muito bem o Nordeste no torneio", afirmou Josué.

    Tecnologia

    Aplicado durante a Copa América, o Reconhecimento Facial da SSP da Bahia novamente ganhou destaque nacional e internacional. No dia 23 de junho, durante o jogo Paraguai x Colômbia, o homicida Wellington da Cruz Santos, 31 anos, foi capturado.

    O sistema flagrou o momento em que ele tentou passar por um portal de abordagem e disparou o alarme. Uma patrulha da PM foi acionada e efetuou a prisão do foragido da Justiça.

    "A escolha pela Bahia para sediar jogos das copas das Confederações (2013), do Mundo (2014) e da América (2019), além de partidas nas Olimpíadas (2016) mostram a confiança nas forças de segurança. Mostramos, mais uma vez, a nossa integração e planejamento. Aguardamos os próximos eventos internacionais e agradecemos a todos os envolvidos", comentou o secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles Barbosa.