A Câmara de Vereadores, representada pelo presidente sr Valter Pereira foi orientado a legislar junto ao poder executivo a munipalização do trânsito. 

O Ministério Público e Judiciário, enfatizaram que a morosidade judicial se dá pois os representantes, Dra Maria Salete Suede e dr. Egildo Lima Lopes, são substitutos tendo outras comarcas para atender e sem juiz e promotor titulares a demora na resposta judicial, infelizmente é uma realidade, contudo, ambos indicaram a intenção de dar maior celeridade nas ações para evitar a sensação de impunidade.

Por fim, foi reiterado a participação popular, nas denúncias e na importância do registro de boletim de ocorrências.

Dados comparativos do ano passado e deste ano, não mostram aumento na violência. 

Todos os envolvidos, demostraram ter consciência da necessidade de garantir a população uma segurança de qualidade.

CONTINUE LENDO